Durante o pequeno expediente da Assembleia Legislativa da Paraíba realizado na manhã desta terça-feira (30), a deputada estadual Estela Bezerra (PSB) usou o tempo regimentar para comentar sobre o processo eleitoral e o resultado do segundo turno das eleições presidenciais.

De acordo com a parlamentar, a perspectiva para o futuro não é animadora. “Não posso dizer que estou feliz ou dizer ou que tenho alguma perspectiva positiva. Quem olha para história e interpreta os fatos, pode projetar o que vai acontecer”. Para Estela, esse processo foi a culminância de vários acontecimentos que fugiram da normalidade democrática.

“Primeiro uma presidenta eleita, sem cometer nenhum crime, foi retirada do cargo. Depois, uma mídia totalmente orquestrada criminalizou a esquerda e um partido, e em sequência tivemos uma perda e uma derrocada imensa de direitos e de dividendos”, Estela cita como exemplo a exploração do pré-sal por empresas estrangeiras.

A deputada também demonstrou preocupação com o desenvolvimento do país a partir de 2019. “Temos um presidente eleito que não se conhece o programa de governo e que não foi debatido em nenhum momento, um presidente que se negou a discutir suas ideias, seus princípios e seus valores, e toda vez que tínhamos acessos a qualquer desses conteúdos, eles eram discriminatórios, preconceituosos, intransigentes, intolerantes e totalitaristas”, disse a parlamentar.

Estela encerrou a fala reafirmando seu compromisso com a democracia e a política participativa.

“Mantenho meu papel de defensora da democracia e estarei aqui por mais 4 anos.  Vou honrar o princípio que me trouxe até a política, honrar os votos que recebi e honrar a coerência entre o que digo, faço e penso. Acredito num país inclusivo e democrático”.

foto: ALPB