Na ALPB: Estela protocola CPI de Crimes Homofóbicos e anuncia participação em comissões

A deputada estadual Estela Bezerra (PSB) protocolou na manhã desta terça-feira (19) o pedido para a instalação da CPI de Crimes Homofóbicos na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Em sua justificativa, a parlamentar salientou a necessidade da Casa em debater um tema que faz parte da agenda do Superior Tribunal Federal. “É um assunto relevante para a sociedade e esta Casa precisa se ocupar dele. O crime de homofobia precisa ser tipificado, a exemplo do que aconteceu com o feminicídio”, disse Estela.

A deputada também comentou sobre o fato de que o Brasil não reconhece a homofobia como um crime, e por isso mesmo, não existem mecanismos de punição. Estela lembrou de casos recentes da cena paraibana, como por exemplo, o assassinato da garota trans, Anna Sophia, de apenas 16 anos; e mais recente, da tentativa de assassinato do jovem Luciano Santos, de 22 anos, natural da cidade de Areia, foi vítima de vários tiros e ficou tetraplégico.

Pequeno Expediente

Durante pronunciamento no Pequeno Expediente da ALPB, Estela Bezerra utilizou a tribuna para dar boas-vindas aos novos parlamentares e convocar as deputadas para uma frente única de sororidade, com o objetivo de avançar na valorização da presença e da dignidade das mulheres na sociedade. Estela se referiu às deputadas Cida Ramos e Polyana Dutra (PSB), Dra. Paula (PP), e Camila Toscano, (PSDB). Foi o primeiro pronunciamento da deputada Estela durante a nova legislatura.

Ainda durante os trabalhos legislativos desta terça, Estela confirmou que fará parte de três comissões parlamentares: Comissão de Desenvolvimento Econômico; Comissão de Direitos Humanos, e Comissão da Mulher. Durante o último mandato, Estela foi presidente da CCJ por dois biênios consecutivos.

Foto: ALPB