Debater o atual contexto político no país e as consequências sociais no pós golpe. São esses os objetivos do ciclo de palestras que Roberto Amaral realiza na Paraíba de 6 a 10 de março. Cientista político, jornalista, escritor e ex-ministro da Ciência e Tecnologia, Roberto Amaral é hoje uma das referências nacionais no debate pela defesa da democracia e contra o avanço do fascismo o país.

Com o tema “A democracia derrete: o que fazer?”, o ciclo acontece nas cidades de João Pessoa (6 e 10), Guarabira (7) e Campina Grande (9). Em João Pessoa, o debate ocorre dia 6 no auditório do CCHLA da Universidade Federal da Paraíba a partir das 18h, com abertura do músico e trovador Pedro Munhoz.

Dia 10 o encontro será na Praça da Paz, nos Bancários, a partir das 18h30 e irá contar com a presença de João Pedro Stédile, integrante da direção nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Roberto Amaral vê com entusiasmo a oportunidade de debater o tema na Paraíba. “A proposta é que a discussão sirva para dois objetivos: gerar uma reflexão sobre a política e a grande ameaça institucional que estamos vivenciando e mobilizar a sociedade no sentido de conter e evitar uma tragédia constitucional”, afirmou.

“É preciso explicar às grandes massas que o enfrentamento ao golpe em processo continuado e ao seu projeto antipopular depende da força da democracia, e que as forças sociais são seu sustentáculo”, concluiu Roberto.

Com apoio do mandato da deputada estadual Estela Bezerra (PSB), o evento é realizado pela Frente Universidade em Defesa da Democracia, Frente Paraíba de Juristas pela Democracia e Frente Brasil Popular/PB.