Depois de um período de pausa nos trabalhos legislativos por conta do processo eleitoral, a Assembleia Legislativa da Paraíba retomou a agenda de atuação. Durante a 35ª Sessão Extraordinária, realizada na manhã desta quarta-feira (2), o tema da pandemia da Covid-19 voltou à pauta.

A deputada estadual Estela Bezerra fez uso da palavra para denunciar a demora no resultados dos testes realizados pelo Lacen, laboratório que faz parte da rede estatual de saúde. “Em João Pessoa e na Paraíba inteira, as pessoas não estão tendo a resposta do diagnóstico da covid-19 porque o Lacen não está processando esses exames”, afirmou a parlamentar, que aguarda o resultado do exame de um familiar, feito há mais de 15 dias.

Enquanto membro da Comissão Especial de Acompanhamento da Covid-19 no estado, Estela também denunciou o descaso do Governo Federal nas ações de prevenção e combate à doença. “Mesmo que se desenvolva uma vacina, aqui no Brasil a perspectiva de termos isso em escala para população está fora de questão “.

“Tenho acompanhando o debate sobre a falta de preparo que o Brasil em acomodar as vacinas pois não temos sequer, câmaras de ar suficientes para acomodar esse material em temperatura apropriada, e nós temos um governo que não tem interesse em fazer a política de vacinação de forma adequada”.

Estela também citou o caso dos 6,86 milhões de testes RT-PCR, um dos exames mais eficazes para diagnosticar a covid-19, que podem ser jogados fora pelo Ministério da Saúde porque estão passando do prazo de validade.

Foram investidos R$ 764,5 milhões em testes e as unidades para vencer custaram R$ 290 milhões. Na rede privada, o exame mediante RT-PCR custa de R$ 290 a R$ 400. Os dados são de documentos internos do ministério, indicam que 96% dos 7,15 milhões de testes que estão encalhados vencem até janeiro e o restante até março.

A testagem em massa poderia garantir um maior controle da doença entre a população.

Até esta quarta-feira (2), foram infectados 145.794 pessoas na Paraíba, e 3.305 paraibanos perderam a vida. No Brasil, o total de casos é de 6.388.526 infectados e lamentáveis 173.862 mortes.