Durante entrevista concedida na tarde desta segunda-feira (26) ao programa Sem Censura, da Rádio POP FM, a deputada estadual Estela Bezerra fez duras críticas à oposição, que tem atacado o Orçamento Democrático, programa realizado pelo Governo do Estado.

De acordo com a deputada, o OD Estadual é um programa inclusivo e participativo. “São as próprias pessoas que dizem quais são os problemas prioritários de sua região e o uso que irão fazer do orçamento público, e que agora recebe as pedras atiradas pela oposição”, afirmou, lembrando que a mesma oposição fez mau uso do dinheiro público no caso FAC.

Em 2008, o governador Cássio Cunha Lima teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) sob a acusação de ter distribuído 35 mil cheques a cidadãos carentes durante a campanha eleitoral de 2006, por meio de programa assistencial da Fundação Ação Comunitária (FAC), vinculada ao governo estadual. Segundo a denúncia, os cheques totalizam cerca de R$ 4 milhões.

“A FAC foi um programa sem recursos e sem legislação que lhe desse sustentação, e que fez mal uso e abusou da máquina pública e que culminou com a cassação do governador à época”, disse a deputada, relembrando o caso.

Ainda sobre o Orçamento Democrático, Estela reafirmou a legalidade e a moralidade do programa. “Há 8 anos o OD ouve a população, presta contas e entrega ganhos às prefeituras e às pessoas. Tudo dentro do padrão e da moralidade”, e encerrou:

“Essas pessoas que criticam o OD têm medo da popularidade de uma política pública que gerou reconhecimento genuíno”.