De autoria da deputada estadual, Estela Bezerra (PT), a Lei nº 12.256 de 05 de abril de 2022 reconhece a Banda de Música Jesus, Maria e José, da cidade de Uiraúna, como Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado da Paraíba.

Mesmo com um veto, a lei foi celebrada pelos uiraunenses como “uma riqueza compartilhada com o Estado, mas também uma responsabilidade de deixá-la sempre viva”, como afirmou Vescijudith Fernandes Moreira, uiraunense, advogada e consultora Ambiental.

“A Banda de Música Jesus, Maria e José está dentro do coração de cada uiraunense; na atenção de cada sertanejo; na simpatia de cada paraibano; na aprovação de cada um que escuta seus tons e dobrados; que se emociona ao vê-la passar nas ruas da Terrinha (e acompanhar!), nos vários recantos do Nordeste, nesses mais de 100 anos de existência!”, disse Vescijudith, que completou:

“Nossa gratidão à deputada Estela pela atenção à cultura e à música, tema tão relevante na Terra dos Músicos e dos Sacerdotes, na Paraíba, no Brasil. Viva a nossa centenária Banda de Música!”

Já o ator Buda Lira, enfatizou que a Banda “é uma expressão magnífica da cultura paraibana e brasileira”.

“Nos seus 108 anos de atuação, é uma referência para música instrumental na Paraíba e responsável por baraúnas gerações de músicos no sertão do estado. A deputada Estela, atenta aos compromissos que veem mantendo na Assembleia em favor do desenvolvimento cultural da Paraíba, de pronto tomou esta importante iniciativa”.

História da Banda de Música Jesus, Maria e José

A Banda de Música de Uiraúna, Jesus, Maria e José foi fundada em janeiro de 1914, pelo Padre Costa, tendo a colaboração dos filhos e amigos da terra, onde se destacaram dois enfrentantes: Marcelino Vieira da Costa e o grande músico uiraunense Zequinha Correia que na época saíram em comissão por toda vila, angariando fundos para a compra de instrumentos musicais.